domingo, 1 de maio de 2011

O que é teaser no radiojornalismo?

O conceito de teaser, essa palavrinha que tem origem na publicidade, pode variar de rádio pra rádio, de região para região. No entanto, existem basicamente dois tipos de teaser: manchete e destaque. O formato também muda de meio para meio.

No rádio, o âncora usa o teaser na abertura do programa, chama o repórter e cada um diz o que vai cobrir, ou o que está cobrindo. É uma espécie de marcação de território. Bem no estilo da escalada do Jornal Nacional: aquela tabelinha em que Willian Bonner e Fátima Bernardes se alternam dando manchetes. Esse é o estilo manchetado. Aqui o teaser utiliza, geralmente, apenas uma única frase. O texto manchetado tem o verbo no presente e, como no jornal impresso, suprime os artigos.

No teaser destaque _ sempre lembrando que os conceitos se confundem um pouco _ o texto vai usar duas frases em vez de uma: a primeira uma manchete e a segunda um texto corrido, sem as regras do presente e podendo usar artigos. A leitura também possui um ritmo diferente, mais acelerado e em vez de terminar concluindo acaba para cima. 

Alguns programas de rádio, como o Jornal da CBN, abrem o programa com um estilo de teaser um pouco mais longo. O âncora apresenta as principais reportagens do jornal, fazendo resumos das matérias de três ou quatro matérias e um trecho da sonora.

Resumindo, o objetivo do teaser é chamar a atenção do ouvinte, ou, na tradução literal do inglês, provocá-lo, para que ele, interessado no assunto, continue sintonizando a emissora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário